Quem vive nas cidades, com trânsito, barulho, iluminação intensa, às vezes só precisa de uns dias no interior para recuperar as energias.

E claro, ter ligação com a natureza muito além dos canteiros de plantas que enfeitam as cidades.

Fotografia de paisagem rural com neblina

É por isso que nos últimos anos, o turismo rural, que também é chamado de agroturismo, tem crescido tanto. Ainda mais depois da pandemia, já que esses lugares são garantia de paz e sossego. Nos destinos rurais, é possível se conectar à natureza, conhecer a agricultura e culturas locais além de ter uma nova experiência em uma hospedagem mais rústica.

Se você deseja saber mais sobre o turismo rural e conhecer os melhores destinos no Brasil, continue lendo este texto.

Leitura Recomendada: Turismo: saiba os melhores destinos para visitar em 2022

O que é turismo rural?

O turismo rural foi definido na Europa, durante os anos 1950. No Brasil, as cidades do interior começaram a ser valorizadas e ganharam certa atenção do turismo apenas nos anos de 1980.

Basicamente, o turismo rural pode ser definido como uma atividade turística feita em meio rural. Os principais atrativos são o contato com a natureza, com a culinária local e realização de atividades exclusivas de ambientes mais rurais. Além disso, o turismo rural também oferece estadias em lugares especiais e únicos, como em hotéis-fazenda.

Fotografia de vaqueiro tocando gado em estrada

4 melhores destinos para quem procura por turismo rural

Quem quer fazer um turismo diferente, focado em uma verdadeira experiência de quem vive no campo, o turismo rural é a melhor maneira. Se você quer fugir um pouco dos grandes centros, aposte nas regiões rurais do Brasil.

Essa é uma das melhores formas de aproveitar uma viagem conhecendo a fundo o cotidiano rural. Conheça abaixo alguns destinos ideais para se conectar com as raízes brasileiras e relaxar de uma maneira única.

Leia Também: Turismo: confira as melhores dicas para planejar sua viagem

Cabaceiras, Paraíba

A aproximadamente 180 km de João Pessoa, na Paraíba, Cabaceiras é um verdadeiro cenário de filme. Foi lá que o clássico filme Auto da Compadecida, escrito por Ariano Suassuna e dirigido por Guel Arraes, foi gravado.

Uma das maiores atrações turísticas de Cabaceiras é sua produção artesanal com couro. Outra grande atração da cidade é a tradicional festa do Bode Rei, que acontece sempre em junho. Além disso, as belezas naturais da região também chamam a atenção.

Com um pouco mais de cinco mil habitantes, Cabaceiras fica localizada em uma das áreas mais baixas do Planalto da Borborema, na Paraíba. Isso faz com que seu ambiente seja árido, sendo uma localização perfeita para a gravação de filmes, como já dito no início. Por isso, Cabaceiras é conhecida como a “Roliúde” brasileira.

Repleto de construções rústicas e antigas e com diversas casinhas coloridas, Cabaceiras tem um charme único. Uma das principais forças da cidade é a produção artesanal de produtos derivados do couro de bode. Se você quer conhecer um lugar verdadeiramente rústico e com 100% de brasilidade, Cabaceiras é o lugar certo.

Acolhida na Colônia, Santa Catarina

Já imaginou vivenciar uma típica experiência fazendeira? Pois bem, no Acolhido na Colônia, em Santa Catarina, você será recebido de portas abertas para viver de fato como um morador do local, com experimentação de bolos, doces e geleias artesanais feitas pelos seus moradores.

O turismo no local é basicamente isso, comidas típicas caseiras, pontos turísticos da região e toda a hospitalidade dos moradores. Os turistas podem se hospedar em pequenos, mas charmosos e confortáveis chalés.

Gravatá, Pernambuco

A grande atração da cidade de Gravatá, interior de Pernambuco, é com certeza a exuberância da sua natureza. Esse é um dos destinos mais procurados por quem gosta de turismo rural. A região tem um clima serrano muito agradável. Sim, apesar de estar localizado no nordeste brasileiro, Gravatá surpreende com a sua variação climática. Sua história é baseada em fazendas e comércios de produtos produzidos localmente.

Ainda falando do clima serrano de Gravatá, a temperatura pode variar de 22°C pela manhã e chegar até a 10°C no período da noite. Por conta disso, muito da culinária local é baseada em massas recheadas, pratos típicos e fondues.

Como já dito mais acima, os encantos naturais de Gravatá são surpreendentes. A junção das paisagens magníficas de cachoeiras e piscinas naturais com sua mata fechada encanta todos os turistas que por lá passam.

Um dos principais pontos turísticos é a capela Sant'Ana, inaugurada em 1822. Outro ponto bastante visitado na cidade é o Cristo Redentor, que fica no Alto do Cruzeiro. Para chegar até o local, você passará pela Escadaria da Felicidade, com exatos 365 degraus.

O nome Escadaria da Felicidade pode parecer contraditório antes da subida, por conta da quantidade de degraus, mas tudo fará sentido quando chegar lá em cima. A vista é espetacular. Assistir o pôr do sol lá de cima compensa qualquer dúvida, pode confiar.

Confira: Turismo de Aventura: 10 destinos brasileiros para quem ama adrenalina

Venda Nova do Imigrante, Espírito Santo

Quando o assunto é turismo rural, Venda Nova do Imigrante não pode ficar de fora. Para quem não conhece, Venda Nova do Imigrante é uma cidade localizada na região serrana do Espírito Santo. Suas paisagens naturais são de tirar o fôlego. Existem mais de 70 locais, como fazendas, vinícolas e cachaçarias para explorar. Não por acaso Venda Nova do Imigrante é conhecida como a capital do agroturismo no Brasil.

Foi em 1987 que começou de fato o turismo rural no município. Como já dito no início, mais de 70 propriedades e quase 300 famílias fazem parte dessa modalidade de agroturismo. Apesar disso, o que movimenta a economia local mesmo é o plantio de café, aproximadamente 90% das propriedades rurais são voltadas para o café.

Os turistas que conhecem Venda Nova do Imigrante podem vivenciar de fato como é o cotidiano de quem mora no lugar. Lá você consegue acompanhar de pertinho a produção de alimentos, colher frutas típicas da região direto do pé e entender como todo esse ecossistema funciona.

Além disso, o turista também pode aproveitar a cachoeira do Alto Bananeira, com sete quedas incríveis e que é destaque da região. Outro ponto que você não pode deixar de visitar são as casas coloniais do século XIX, onde a mais antiga é de 1825.