Se aposentar é o sonho de muitos brasileiros. Por isso, a Previdência Social tem sido um tema muito discutido pela sociedade e pelos políticos nos últimos anos. O que muitos não sabem é que existem vários tipos de aposentadoria e cada uma tem sua particularidade.

Dentre os tantos motes que cercam esse assunto, como tempo de contribuição necessário e idade mínima, há um tema que é pouco conhecido por quem deseja se beneficiar. Ou que já está se beneficiando, da aposentadoria. A revisão da aposentadoria gera dúvida sobre quem tem direito e como solicitá-la.

No decorrer desse texto, iremos explicar melhor sobre essas dúvidas e quais são os tipos de revisões disponíveis na legislação brasileira. Acompanhe até o final e tire todas as suas dúvidas em relação ao benefício da aposentadoria.

man reading newspaper while sitting on chair

Mas o que de fato é a revisão de aposentadoria?

Depois de muitos anos de trabalho e de contribuição para a previdência social, chega o momento de desfrutar da tão sonhada aposentadoria. Porém, pode acontecer do valor recebido não ser compatível ao que se esperava. Essa diferença pode ocorrer por causa de um simples erro de cálculo, ou diversos outros motivos. O que pode ter sido gerado pelas diversas mudanças na legislação ou até mesmo por falha humana.

Em resumo, a revisão da aposentadoria vai avaliar se realmente houve um erro, quando que esse erro aconteceu e vai corrigir o valor para que o beneficiário receba o que realmente tem direito.

man sitting on brown wooden bench

Quem tem direito a essa revisão?

Todo trabalhador aposentado tem direito de solicitar a revisão, desde que respeite o prazo, que é de 10 anos. Mas sempre a contar da data do primeiro dia do mês seguinte ao recebimento do primeiro benefício. Essa revisão pode ser de maior porte ou de menor porte. A de maior porte costuma ser causada por um erro ou por alguma mudança na legislação.

O que faz com que muitos contribuintes que se aposentaram no mesmo período tenham sofrido com essa falha. Já a revisão de menor porte normalmente ocorre por um erro simples de cálculo na hora de saber o valor. Logo, se você é um trabalhador aposentado e se encaixa nesses requisitos, confira abaixo como você pode solicitar a revisão do seu benefício.

woman holding film camera

Aprenda como solicitar a revisão

O aposentado que desconfiar que exista um erro no valor do seu benefício, pode entrar com um pedido de revisão pelo próprio site do Revisão Online. Entretanto, também é indicado entrar em contato com um especialista, para evitar que não permaneça nenhum erro neste ou qualquer outro benefício. Por isso, é fundamental se cercar de pessoas qualificadas.

man and woman sitting on bench facing sea

8 tipos de revisões do INSS que podem até dobrar valor de aposentadoria

1. Revisão da Vida Toda

Esse tipo de revisão é para quem se aposentou após 1999 e que teve os benefícios calculados das contribuições de julho de 1994 até aqui. O objetivo é calcular se existem contribuições anteriores a essa data. Tem direito a essa revisão qualquer contribuinte que tenha contribuído com valores maiores a julho de 1994.

2. Revisão de Erro de Cálculo pelo INSS

Dados mostram que o INSS erra aproximadamente quase 60% das autorizações de aposentadoria. Esses erros podem acontecer pela não inclusão de períodos especiais, vínculos não incluídos na aposentadoria, não aplicação da fórmula 85/95, salários menores ou inexistentes. É importante saber que a aposentadoria deve ter sido dada a no máximo 10 anos.

3. Revisão de Benefício Limitado ao Teto

Para quem se aposentou entre 05 de outubro de 1988 e 05 de abril de 1992 existe a revisão de benefício limitado ao teto. Isso porque muitas pessoas que obtiveram a aposentadoria nesse período tiveram esse benefício limitado ao teto. E a Previdência não readequou-os quando a alteração do valor limite dos benefícios ocorreu.

4. Atividades Coexistentes ou Simultâneas:

Na grande maioria das vezes, a Previdência Social leva em conta como atividade principal a atividade que o beneficiado trabalhou por um período maior de tempo. E não necessariamente aquele que o salário era maior e, consequentemente, mais benéfico para o segurado.

Nesses casos é comum os valores não estarem corretos, o que te permite pedir uma revisão na sua aposentadoria. Ou seja, quem tem direito é quem contribuiu em duas ou mais atividades durante um mesmo tempo.

5. Revisão após Ação Trabalhista

Sempre que um trabalhador vence alguma ação trabalhista, ele tem o direito de solicitar uma revisão do direito. Isso porque sempre que há um ganho trabalhista, pode acontecer de ter diferença nos valores pagos anteriormente. Com isso, o valor recolhido pode ser totalmente alterado.

6. Mudança de Aposentadoria

Existe a possibilidade de mudar a aposentadoria que se tem atualmente por uma nova. Isso acontece quando existem contribuições após se aposentar. Porém, para ter esse direito, é preciso ter pelo menos 60 anos, se for mulher, e 65, se for homem. Além de ter que ter contribuído por 15 anos após a aposentadoria.

7. Revisão por Acidente de Trabalho

Quem recebe o auxílio doença por acidente pode pedir a revisão do seu benefício da aposentadoria. Isso porque existe a possibilidade dele conseguir uma reparação trabalhista decorrente dos danos causados por esse acidente.

8. Revisão de Invalidez Grave

Nos casos de aposentadoria por invalidez, existem também os graus. Quando o segurado necessita de um cuidador para conseguir realizar as pequenas atividades diárias, é acrescentado um aumento de 25% no valor.

Essa revisão serve para ajudar no custeio das despesas e ajudar a vida do beneficiário. Porém, é importante compreender que, para isso, é necessário que uma perícia administrativa constate a real necessidade de um cuidador.