Viajar é sem dúvidas uma oportunidade de conhecer muitas experiências únicas, como a cultura, a arte, o estilo de vida e a gastronomia do lugar. Em muitos países, existem muitas comidas exóticas dentre as comidas típicas e famosas de um lugar. Existem pratos exóticos famosos na Austrália, na França, na China e até no Brasil.

Para muitos, se aventurar nessa experiência pode ser a melhor parte da viagem. Já outros, correm desses pratos estranhos e preferem coisas mais próximas do conhecido.

Escolhemos 10 pratos mega exóticos para colocar nessa lista. Preferimos não ranquear, deixando para você fazer o seu próprio ranking.

Faça suas apostas, você acha que encararia algum deles na sua próxima viagem?

10 pratos exóticos pelo mundo

Carne de Canguru – Austrália

É provável que você já ficou chocado com esse primeiro tópico da lista. Como que o animal símbolo do país é também servido em alguns pratos? Pois bem, esse assunto é polêmico entre os nativos. Alguns acham que o animal é como uma praga, outros os acham fofos demais para ir para a panela.

O que acontece é que para conter a superpopulação dos animais, a caça e a comercialização são permitidas. E por isso é possível achar a carne em supermercados (de diversas formas, como bife, salsicha, espetinhos) e em muitos restaurantes e pizzarias na Austrália. Em alguns hotéis, tem a opção até no serviço de quarto.

Normalmente a carne é picada, cozida no vapor e temperada com bacon, sal e pimenta. Com o rabo é feito uma sopa. O animal é aproveitado todo. A carne é magra e rica em proteína.

E aí? Você encararia essa iguaria australiana?

Foie Gras – França

A terra dos restaurantes 3 estrelas também tem a sua versão exótica de comida. O conhecido Foie Gras é um patê fígado de gansos, marrecos ou patos. O nome da iguaria significa, em francês, “fígado gordo”. E para isso é realizada uma prática bem exaustivas aos animais. Os animais vivem confinados e são alimentados em excesso, forçados por um tubo que inserido na sua garganta.

Isso tudo para o fígado ficar cerca de 12 vezes maior que o tamanho natural Por ser um alimento gerado por tortura aos animais, existem países que proíbem o consumo da iguaria francesa. Há até um site de manifesto para explicar melhor os problemas da produção desse alimento e tentar impedir a sua produção. A polêmica acerca da produção desse prato torna ele ainda mais exótico. Você estaria disposto a experimentar esse patê?

Insetos – Tailândia

Abelha, cigarra, cupim, barata, besouro, escorpião, formiga, gafanhoto, grito, lagarta, vespa... A lista de “insetos alimentícios” é bem grande. Muitas vezes os insetos são feitos como espetinhos ou porções. Eles são empanados e costumam acompanhar algum molho ou tempero. Originalmente, alimentar-se de insetos foi uma forma que o país viu para escapar da escassez de alimentos. Como os insetos são ricos em proteínas e são abundantes pela Tailândia, eles foram inseridos na gastronomia local.

A iguaria é uma atração para turistas. Tanto que muitos compram pratos apenas para tirar fotos. Muitos falam que o sabor nem é tão estranho. Qual inseto você iria escolher?

Ah, uma curiosidade. O consumo de insetos é chamado de antropoentomofagia.

Fugu – Japão

Conhecido no Brasil como baiacu, o fugu é um peixe muito apreciado pelos japoneses. Mas você deve estar perguntando por que um peixe entraria nessa lista de pratos exóticos... Pois bem, o fugu é um dos peixes mais perigosos do mundo, pois possui um veneno altamente letal. Para tornar o peixe seguro, é preciso retirar uma bolsa com o veneno dele. Porém, para dar um toque especial e um pouco alucinógeno ao prato, o chef do restaurante joga um pouquinho do veneno sobre o filé do peixe.

Agora, uma informação que pode te fazer correr desse prato. Os chefes e cozinheiros são muito treinados antes de se aventurar na cozinha para fazer esse parto. Apenas disso, aproximadamente 20 pessoas morrem por ano intoxicadas pelo veneno do fugu. Depois dessa informação, você teria coragem de encara-lo?

Morcego – China

Existem vários pratos feitos com morcegos... Sopa, um guisado com verduras e batatas e até lasanha. Os morcegos que podem ser considerados alimentos humanos são os frutíferos (que não são venenosos). Falam que a carne é parecida com a de frango, que aumenta a potência sexual masculina e as chances de uma vida feliz e longa. Vai arriscar?

Aranha – Camboja

Isso parece muito estranho. E vai ficar mais assustado ainda quando descobrir qual é a aranha que eles comem frita... A caranguejeira. Sim, aquela que, por aqui, todos temem. Por lá, é bem fácil encontrar essa iguaria sendo vendidas nas ruas. As aranhas são temperadas com alho, sal, açúcar e pimentas.

Depois são fritas. Quando os pelos são queimados é possível retirar o veneno da aranha e assim não apresentam nenhum perigo. Além de comerem, é comum também eles criarem as aranhas como bichos de estimação... Não dá para escolher o que é mais exótico, não é mesmo?

Carne de cachorro – Coréia do Sul, Hong Kong e China

Para nós, ocidentais, isso é um absurdo. Vemos e tratamos os cachorros como membros da família. É inimaginável comer eles. Porém, em alguns países da Ásia, comer cachorros é normal. Ou era, já que devido a protestos, a venda da carne desse animal foi proibida.

Mas, ainda assim é possível achar para comer, principalmente na Coréia do Sul, que tem uma fiscalização mais falha. O prato típico feito com a carne de cachorro é uma sopa, com legumes e temperada com algumas especiarias. Será que você encararia um pratinho?

Escorpião Frito – China

Você deve estar se perguntando: “Escorpião se come? Mas ele não é venenoso?”. Sim, o escorpião é altamente venenoso, mas quando preparado em altas temperaturas, seu veneno é neutralizado. É lá na China não tem conversa, vai pra dentro igual camarão frito aqui no Brasil.

O escorpião negro é o favorito para esse tipo de prato, pois tem o porte maior e menos veneno em seu corpo.

Rato do Mato – Laos

Para nós, brasileiros, pode parecer algo estranho. Mas muitos países da Ásia consomem carne de rato como consumidos carnes de gado por aqui. Esse prato é muito típico em Laos, um país do Sudeste Asiático cortado pelo rio Mekong e conhecido pelo relevo montanhoso. Ele é servido com o rato inteiro, podendo ser frito, cozido ou assado.

A carne dele também é servida em picadinho, com os miúdos cozidos em bem temperados. Mas uma diferença dos ratos de Laos para os ratos que conhecemos aqui no Brasil é que os de lá são criados na natureza e os daqui nos esgotos. Pense nesse animal como um coelho ou uma paca, talvez assim você consiga provar essa iguaria.

Bônus – Comidas exóticas brasileiras

Resolvemos fazer um bônus, com as comidas exóticas que temos aqui no Brasil. Algumas são até conhecidas e fáceis de achar. Já outras, são bem exóticas mesmo. Confira abaixo:

Farofa de formiga

Para quem é da área rural do Sudeste já deve ter visto e até provado. É uma farofinha com formiga içá ou saúva, bem fritinha. Dizem que o gosto é parecido com o de amendoim. Vale a pena lembrar que a formiga é rica em proteínas e possui pouca gordura. Essa é uma iguaria bem brasileira.

Morcela

Morcela, morchilha ou chouriço é um outro alimento que apesar de ser bastante conhecido, pode ser considerado exótico. O chouriço é bem comum em Portugal e na Espanha. A base dessa linguiça é feita com sangue de porco coagulado. Pode conter além disso miúdos, ervas e tempero. O sabor é um pouco forte, por isso é tão consumido junto com bebidas.

Turu

Esse é o mais exótico da lista. Mas comum no interior da Amazônia e na Ilha de Marajó, o turu é um molusco encontrado em árvores podres e caídas. O bichinho parece uma cobra, mas é meio gelatinoso e com a cabeça dura. Ele é consumido vivo e cru ou em forma de caldos. Achou que isso era comida de guerrilheiro de floresta? Você está enganado. Ele é amplamente consumido por moradores dessas regiões