Imprevistos acontecem o tempo todo. Seja um engarrafamento, pneu furado ou até mesmo documentos esquecidos. Agora imagina acontecer isso com você indo para o aeroporto, pegar seu voo, para a tão sonhada e merecida férias. Desastre na certa, não é mesmo?

Esse tipo de situação acontece com mais frequência do que você imagina, acredite. Vários pensamentos ficam remoendo a mente de quem perde o voo, “e minha reserva no hotel?”, “paguei caro nessa passagem, será que perdi esse dinheiro?” ou “perdi meu voo e meus direitos?”.

Mas saiba que nem tudo está perdido.

Se você chegar atrasado, seja por qualquer motivo, e não conseguir embarcar, fique ciente que as companhias aéreas vão te cobrar uma taxa por não comparecimento (no-show) quando você for remarcar a sua passagem. É bom ter em mente que o embarque só poderá ser feito se houver lugar disponível no próximo voo. Dependendo, se o passageiro fizer parte de algum tipo de programa de fidelidade, algumas empresas não cobram essa taxa de remarcação.

Saiba mais sobre Direito Aéreo:

Onde posso reclamar meus direitos?

Esse é o momento em que as pessoas perguntam: “e os meus direitos?”. Calma, eles existem. Você deve procurar a sua empresa aérea para buscar uma negociação, já que, como consumidor, você tem todo o direito de remarcar seu voo.

Com a nova Resolução da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nº 400/2016, as empresas aéreas podem definir a validade das passagens. Caso a companhia aérea não forneça essa informação no comprovante, no ato da compra, o prazo passa a ser de 1 ano, a contar da data de emissão da passagem. Isso quer dizer que, se estiver dentro desse prazo, determinado pela empresa aérea, a sua passagem ainda estará valendo. Ou seja, se você perdeu o voo, fique calmo, ainda terá o direito de usar a mesma passagem em outro voo, porém, terá que pagar a multa quando for remarcar a viagem.

Qual voo você perdeu?

A frase mais temida de ser dita por quem anda muito de avião é “perdi meu voo”.

Perder o voo não é legal em situação nenhuma, mas acredite, perder o voo a trabalho é bem mais preocupante do que perder o voo quando se está passeando. A começar pelo tempo perdido! E, no mundo dos negócios, tempo é dinheiro. Quanto mais tempo perdido, mais dinheiro é desperdiçado.

Já perder o voo a passeio pode ser menos danoso, apesar de continuar sendo frustrante. Afinal, ter todo um planejamento de meses em risco, não é nada legal, seja uma viagem com amigos, com a família ou até sozinho.

Como falado anteriormente, perder o voo não é o fim do mundo, existem soluções. Mas os processos são um pouco diferentes.

Ixi... perdi uma viagem a trabalho

Perder o voo numa viagem a trabalho pode parecer o fim do mundo, mas não é bem assim. O primeiro passo é manter a calma e comunicar imediatamente a sua empresa ou cliente que lhe aguarda. Assim, você minimizará um pouco os danos causados pelo voo perdido. Veja na sua agenda se remarcando seu voo para daqui a algumas horas ainda será possível chegar a tempo para a sua reunião.

Como já dito acima, com a nova Resolução da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nº 400/2016, são as empresas aéreas que definem a validade das passagens. Logo, é possível remarcar sua viagem se sua passagem ainda estiver dentro do prazo. Porém, nesses casos de perda do voo ou cancelamento fora do prazo permitido, essa situação é chamada de no-show. Que nada mais é do que aquele valor adicional que a companhia aérea cobra para remarcar seu voo. As taxas de remarcação variam de empresa para empresa e também entre os tipos de passagens.

Perdi um voo pessoal, e aí?

Quando o voo perdido é a passeio, as dores de cabeça podem parecer menores. Mas, diga isso para uma família que planejou sua viagem durante todo o ano, com hotel reservado, passeios agendados e a expectativa lá nas alturas. Pois bem, se você realizou a compra de sua passagem aérea por meio de uma agência de viagens, você deve primeiramente contatá-la. Na maioria dos casos, é sua agência que ficará responsável pelos procedimentos de remarcação. Mas, infelizmente, a taxa de remarcação também será cobrada nesses casos.

É possível remarcar o voo?

Sim, é possível remarcar o voo perdido. Todo passageiro que perde o voo tem direito de utilizar o mesmo bilhete em outra ocasião, mediante pagamento de multa. Muitas empresas aéreas cobram, além da multa, outras taxas para fazer a remarcação e a diferença tarifária entre o valor do voo perdido e o do novo voo, o que acaba encarecendo tanto a passagem que ela pode ultrapassar o valor original. O que para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), é considerada uma prática abusiva. Se você se sentiu lesado, conte seu caso aqui que retornaremos com uma solução.  

Perdi uma conexão, e agora?

Tá pra nascer coisa melhor do que viajar. Mas nem sempre as viagens que programamos saem da forma como planejamos e, às vezes, alguns imprevistos acabam atrapalhando os nossos planos.

Perder uma conexão é algo muito comum, mas que acaba virando uma catástrofe. No entanto, essas perdas podem ser aliviadas se soubermos como lidar com essa situação. Por isso, preparamos 4 dicas para você agir da melhor forma numa possível perda de conexão:

  1. Conversar é o melhor remédio: tudo pode se resolver com uma boa conversa. A primeira coisa que você deve fazer é procurar a sua companhia aérea e explicar o ocorrido. Eles, melhor do que ninguém, vão te orientar da melhor maneira possível sobre os procedimentos adequados para a remarcação do voo. Na hora de comprar sua passagem, dê preferência por conexões entre voos da mesma companhia ou de companhias parceiras. Pois, assim, suas chances de ter seu problema resolvido de maneira mais rápida e eficiente são muito maiores.
  2. Você conhece seus direitos? É de extrema importância saber bem os seus direitos. Você sabia que se a perda do voo for causada pela companhia aérea, seja por qualquer motivo, ela tem a obrigação não só de remarcar a viagem para o próximo voo, mas também de oferecer toda a assistência enquanto o passageiro espera? Em caso de espera de até 2 horas, a empresa deverá fornecer alimentação e comunicação. Se o atraso for superior a 4 horas, a companhia deverá fornecer, além disso, hospedagem. Porém, você, como passageiro, você não é obrigado a aceitar a proposta da companhia aérea e tem todo o direito de pedir o reembolso integral da passagem ou até a remarcação em voo de outra companhia aérea, sem custos. Agora, se você perdeu o voo por culpa sua, saiba que sua passagem ainda não está perdida. Entre em contato com sua companhia aérea e veja se sua passagem ainda está dentro da validade. Infelizmente você terá que pagar uma taxa, mas para quem achou que tudo estava perdido, uma pequena taxa não é o fim do mundo, né?
  3. Esteja a frente do problema: assim que chegar ao aeroporto, procure saber, junto a sua companhia aérea, se o seu voo está atrasado ou se sairá no horário. Caso se confirme que seu primeiro voo irá atrasar, informe imediatamente aos funcionários da empresa aérea responsável pela sua conexão, assim, eles tomarão as medidas necessárias para agilizar a remarcação. Em voos longos e internacionais, onde há vários passageiros que estão prestes a perder suas conexões, é provável que a companhia aérea retenha o segundo voo para que esses passageiros não sejam prejudicados.
  4. É melhor prevenir do que remediar: na hora de comprar sua passagem aérea, veja o tempo da conexão do seu voo e o tempo mínimo de conexão do aeroporto em que você chegará e calcule se o tempo será suficiente. Só compre sua passagem depois de ter a certeza que dará tempo de pegar a conexão. É óbvio que imprevistos podem acontecer, mas é sempre bom fazer a sua parte.  

Reembolso

Perder o voo pode acontecer com qualquer um. Nessa situação, o consumidor tem a escolha de remarcar o voo ou cancelar o bilhete e ainda pedir reembolso. Porém, o passageiro está sujeito ao pagamento de uma taxa. Vale lembrar que o consumidor tem o direito à restituição do valor que já foi pago e o valor da multa não pode passar de 10% do preço original do bilhete.

Se você passou por alguma situação em que se sentiu lesado, entre em contato conosco.

Reembolso de passagens promocionais

No caso de passagens promocionais, geralmente, não há o reembolso. Mas é indicado entrar em contato com a companhia aérea e tirar todas as dúvidas antes de efetuar a compra.  

Confira algumas dicas importantes para diminuir as chances de perder o voo:

  1. Não marque bobeira: tente chegar ao aeroporto pelo menos duas horas antes do embarque. É sempre bom não arriscar, você tem que despachar as bagagens, procurar o portão de embarque, ir ao banheiro e tem as filas que podem estar lotadas.
  2. Não esqueça nada: antes de sair rumo ao aeroporto, confira sempre se os documentos estão indo junto. Em um voo doméstico, você precisa levar o RG ou outro documento com foto. Já em uma viagem internacional, não esqueça nunca do passaporte.
  3. Seja ágil: nada de ficar passeando pelo aeroporto, pedindo aquele pão especial na lanchonete e visitando todas as lojas. Assim que chegar, procure o balcão da sua empresa aérea, faça o check-in e despache sua mala. Assim, você evitará imprevistos.
  4. Olho no portão de embarque: no seu cartão de embarque terá todas as informações sobre o portão em que você embarcará. Guarde-o junto com o comprovante de despacho da mala.
  5. Fique sempre atento: na sala de embarque, fique atento aos monitores que informam a hora e o portão do voo. É muito comum o portão de embarque mudar.

Por fim, aproveite a sua viagem!