Overbooking Latam: Voo tinha mais passageiros do que assentos em Aracaju

Passa ano, vem ano e o overbooking continua acontecendo. Na última semana, passageiros sofreram com atrasos no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, em um voo que seguia para Guarulhos, em São Paulo.

O motivo do transtorno foi o overbooking. Com isso, a Latam teve que realocar seus passageiros em outros voos, e até em outros dias. Um caos no meio de uma pandemia.

Mas, se você é novo aqui no blog, deve estar sem saber do que se trata essa palavra em inglês. Então, continue lendo esse artigo que você vai entender o que é e saber como proceder quando for pego com essa infeliz surpresa durante uma viagem.

O que é overbooking?

O que é overbooking?

É possível que você já tenha passado por isso sem nem saber que esse era o nome dessa situação. Pois bem, overbooking é quando a companhia aérea vende mais passagens do que assentos disponíveis.

Muitas vezes, isso dá certo, já que algumas pessoas perdem o voo, desistem em cima da hora ou por outro motivo, não aparecem no aeroporto. E, assim, como a empresa vendeu algumas cadeiras a mais do que tinha, ela consegue manter isso sem gerar transtorno a ninguém.

Porém, quando todo mundo chega para o voo, ninguém faltou e a empresa fez isso, aí sim os passageiros terão um problema pela frente. Até porque, não dá para levar ninguém em pé e nem colocar uma cadeirinha extra no corredor, não é mesmo?

Quais os direitos dos passageiros quando ocorre um overbooking?

Quais os direitos dos passageiros quando ocorre um overbooking?

Quando o passageiro sofre com isso e tem seu embarque negado, ele tem direito a uma compensação financeira imediata. Essa compensação é paga pela companhia aérea e existe até uma moeda específica para isso.

É o Direito Especial de Saque, conhecido pela sigla DES. O valor varia de acordo com a cotação do dia e no momento, o valor está cotado a mais de 7 reais, segundo conversão feita no site do Banco Central.

Atualmente, em casos de overbooking em voos domésticos o valor corresponde a 250 DES. Já em voos internacionais, a compensação é de 500 DES.

É importante reforçar que é preciso comprovar o horário de chegada ao aeroporto e o check-in feito dentro do horário correto.

Para isso, basta usar comprovante de estacionamento, de transporte, alguma nota fiscal de produto adquirido dentro do aeroporto e até mesmo uma foto ou vídeo feito lá dentro. É preciso solicitar a Declaração de Preterição de Embarque junto à companhia aérea.

Para saber mais a fundo sobre o assunto, basta clicar aqui e ler o artigo super atual “Tudo sobre Overbooking em 2021”

E os direitos do passageiro quando o voo atrasa ou é cancelado?

E os direitos do passageiro quando o voo atrasa ou é cancelado?

A última coisa que você quer durante uma viagem é passar por problemas no voo. Mas, é preciso saber como proceder durante esse momento.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) traz os direitos dos passageiros quando ocorre um atraso ou um cancelamento.

Atrasos a partir de 1 hora a empresa aérea deve oferecer comunicação (internet, telefone etc.) aos passageiros. Para atrasos superiores a 2 horas a companhia deve fornecer alimentação, seja na forma de voucher, refeição, lanche, ou outros.

Já para situações onde o atraso passa de 4 horas e quando é necessário pernoite no aeroporto, o passageiro tem direito a hospedagem e transporte de ida e volta. Caso o passageiro esteja no local de seu domicílio, a companhia aérea poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e desta para o aeroporto.

Além disso, quando o atraso é superior a 4 horas ou quando ocorre o cancelamento do voo, a companhia aérea deve oferecer ao passageiro 3 opções:

  1. reacomodação em voo próprio ou de outra companhia aérea;
  2. reembolso integral;
  3. execução do serviço por outro meio de transporte.

A escolha é do passageiro. E vale lembrar que além disso, ele também tem direito às outras assistências materiais, quando cabível.

Quer saber mais sobre overbooking? Navegue em nosso blog e fique atento aos artigos publicados semanalmente por aqui.

Leitura recomendada: Tudo sobre Overbooking em 2021.