Não é novidade para ninguém que os tempos não estão nada fáceis no Brasil atualmente.

Seja em relação à economia ou até nas questões sanitárias, o que se vê no país hoje é uma completa desordem. A pandemia agravou o que já não estava indo bem. O desemprego está batendo cada dia que passa novos recordes, empresas fechando a todo momento e a população desesperada se vê sem saída.

Com isso, o número de brasileiros que não tem escolha a não ser buscar seu sustento de maneira informal aumenta a cada dia. Junto a esse problema vem o tema do nosso artigo, que são as oportunidades de trabalho sem ter a carteira assinada.

Mulher negra retinta com gesso azul na mão esquerda senta em frente a um tablet e teclado com celular ao ouvido na mão direita, vestida com uma blusa salmão de manga longa
INSS pode aceitar período trabalhado mesmo sem registro

Apesar da pandemia, não é de agora que essa prática foi inventada. É muito comum conhecer alguém que já tenha trabalhado, nem que por pouco tempo, sem ter a carteira de trabalho assinada. Isso acontece muito quando o trabalhador se vê sem alternativas para buscar o sustento seu e de sua família.

O grande problema é na hora de se aposentar, quando o trabalhador soma todos seus anos de contribuição e vê que perdeu um período por não ter tido a carteira assinada. Em muitos casos são até anos sem contribuição para o INSS, que são extremamente necessários para completar o tempo exigido para tão vislumbrada, sonhada e desejada aposentadoria.

Se você trabalhou sem registro por algum tempo, não se desespere ainda. Saiba que nem tudo está perdido. O INSS ainda pode aceitar esse período trabalhado mesmo sem registro. Se você se interessou no tema, acompanhe este artigo até o fim e descubra se você tem direito a usar seu tempo de trabalho sem carteira assinada para se aposentar .

Leitura Recomendada: Os 3 erros mais comuns na hora de se aposentar

Por que é possível?

Como já dito acima, em alguns casos é possível sim usar o tempo de trabalho sem registro para a aposentadoria. Mas para isso, é preciso que o trabalhador consiga comprovações e o recolhimento das contribuições que ficaram atrasadas. Por isso, em muitos casos as pessoas conseguem resgatar esse período que parecia perdido e se aposentar no tempo certo.

Saiba Mais: Eu só tenho 10 anos para Revisar minha Aposentadoria?

Se você está se perguntando como é possível utilizar o tempo de trabalho que não está comprovado na carteira de trabalho, a resposta é bem simples. Antes de tudo, é importante ter em mente que as leis, em sua maioria, sempre irão buscar beneficiar o trabalhador, que é o elo mais fraco da história.

Ou seja, se você tem provas de que trabalhou e poderá contribuir com o INSS por esse tempo perdido, suas chances de conseguir utilizar esse tempo no somatório da sua aposentadoria são grandes.

Visão superior de homem branco com barba e cabelo pretos vestindo colete laranja reflexivo, tênis calça jeans e luvas azuis segurando leitor de código de barras na mão direita e prancheta na mão esquerda em frente a uma prateleira dentro de um galpão
É preciso comprovações do tempo trabalhado

Mas é importante ter bastante atenção em alguns pontos. Tanto o INSS quanto a Justiça não aceitam simplesmente relatos ou testemunhas como prova de que se tenha trabalhado em determinado lugar sem ter tido a carteira assinada. Para esses órgãos, é preciso que se tenha provas concretas, especificamente como documentos. Por isso, documento tudo que puder para que seu caso seja aceito sem problemas.

Leia Também: Aposentadoria por Tempo de Contribuição: o que é e como funciona?

Como comprovar o tempo de trabalho sem carteira assinada?

Documente tudo que puder. Essa é uma dica de ouro que vai te ajudar muito em tudo que você estiver fazendo da sua vida. Como você já sabe, o INSS e a Justiça aceitam apenas documentos para comprovar o tempo de trabalho.

Alguns exemplos de documentos são holerites, recibos, e-mails, depósitos bancários, comprovantes de férias, documentos sindicais, fotografias e até conversas de WhatsApp.

Homem idoso branco de barba branca com colete e capacete protetor laranjas aponta para o alto ao lado de homem branco jovem de cabelo e barba pretos com capacete protetor branco e colete laranja e olha na mesma direção do idoso
Até conversas de Whatsapp podem contar como documentação

Entenda mais: Passo a passo para contribuir com o INSS como Autônomo

Outra dica importante é buscar comprovar esse período desde o primeiro momento em que se começa na atividade sem registro em questão. Ou seja, não deixe chegar a hora de se aposentar para correr atrás dos registros, pois com o passar do tempo, fica cada vez mais difícil juntar todas as documentações.

Outro ponto importante que é fundamental se atentar é que, caso seja reconhecida na Justiça a condição de trabalhador, ou seja, se a sentença for favorável ao trabalhador, a responsabilidade de recolhimento do INSS será da empresa e não do empregado.

Isso quer dizer que se seu antigo empregador tenha te contratado e de maneira indevida não tenha assinado sua carteira e isso for comprovado nos tribunais, a responsabilidade por pagar recolhimento atrasados do INSS é dele e não sua. Nesse e em qualquer outro caso de problemas com o recebimento do seu benefício, a previdencia.online pode te ajudar.