Viajar… Esse verbo soa bem para os ouvidos de quem gosta de se aventurar em outros lugares, não é mesmo? Nada melhor para boas férias do que uma viagem. É uma oportunidade de descansar, conhecer novos costumes e sair da rotina.

O primeiro passo para começar a organizar uma viagem é confirmar o período.  E depois das passagens compradas, datas definidas e ansiedade já a mil, é necessário escolher onde se hospedar. Há muitas opções de acomodações, para diversos gostos e bolsos. Você sabe qual combina melhor com o seu perfil de viajante? É do tipo que prefere ficar em um cômodo compartilhado em um hostel? Ou acha melhor ter mais privacidade em um quarto de hotel? Neste artigo, vamos explicar as maiores diferenças entre as acomodações mais conhecidas. Além disso, aproveitamos para falar de algumas opções de hospedagem das quais você pode nunca nem ter ouvido falar. Vamos lá?

Guia para você conhecer as vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de acomodação.

Hostel

Esse é, sem sombra de dúvidas, o tipo de acomodação preferido de um bom mochileiro. Tempos atrás, esse tipo de hospedagem era bastante conhecido apenas por aqueles que saíam de casa sem data para voltar.

Mas, nos últimos anos, os hostels se popularizaram bastante e passaram a ser procurados também por viajantes mais “tradicionais”. Um dos principais motivos é: são acomodações bem mais baratas do que as dos conhecidos hotéis.  Além disso, os hostels têm outros pontos positivos. Esses ambientes são ótimos para quem procura interação, além de estarem próximos de belos e históricos pontos turísticos. Eles são como uma grande república, com pessoas de vários lugares e diversas culturas sob o mesmo teto.  Para quem procura economizar, existem mais atrativos. Normalmente, hostels possuem cozinha, descartando a obrigação de comer quase tudo na rua e facilitando a vida de quem quer preparar a própria refeição. E, para quem gosta de sair durante a noite, é fácil achar hostels em locais com vida noturna ativa, o que ajuda a economizar com transporte. Entretanto, um lado que pode ser considerado negativo é que, normalmente, os quartos e banheiros são compartilhados.

Então, se você faz questão de privacidade, pode ser que não seja tão interessante assim ficar em um hostel.

Saiba os pontos positivos e negativos de se hospedar em um hostel

Apartamentos

Esse é outro tipo de acomodação que se popularizou bastante nos últimos anos, muito por causa do site Airbnb. Tanto que é comum escutar de viajantes frases como “viajei para Europa e fiquei num Airbnb”, como se fosse uma rede de hotel ou algo do tipo.

Para quem nunca ouviu falar, vale a pena conhecer. O Airbnb é uma plataforma onde você aluga uma casa ou apartamento para passar um período, curto ou longo. Existe também a opção de alugar um quarto, ao invés de o ambiente inteiro, ótimo para quem está sozinho, mas não é fã de acomodações compartilhadas, como nos hostels.

Aprenda os benefícios de alugar uma casa ou apartamento em sua viagem com o Airbnb.

Esse tipo de hospedagem tem várias qualidades. Localização é uma delas. Há opções em vários cantos da cidade que você deseja conhecer. Preços para vários bolsos. Desde casas mais simples e baratas até mesmo sítios e mansões enormes e luxuosas. É o tipo de acomodação ideal para quem viaja em grupo ou família e para quem não abre mão da privacidade. Quem escolhe a residência inteira, tem uma cozinha todinha à sua disposição, assim como nos hostels.

É ótimo para quem adora cozinhar e gosta de ir aos mercados e feiras comprar ingredientes locais para se aventurar nas panelas. Ah, não se esqueça de olhar os comentários e avaliações da residência no site.

É sempre bom saber o que os antigos hóspedes acharam do local, não é?

Hotéis

Sem dúvidas, esse é o tipo de acomodação mais tradicional de todos. Ultimamente, as redes de hotéis têm crescido bastante. Não são mais aqueles hotéis únicos e de decoração singular. As redes de hotéis mantém um padrão de acabamento, normalmente mais simples, mas sem perder o conforto e serviços tradicionais dos hotéis. Lembrando que muitas dessas redes são mundiais!

Uma dica para quem viaja muito a trabalho é, caso fique nesses hotéis conhecidos como Business Hotel, veja se há algum programa de pontos ou fidelidade. É uma oportunidade de ter um descontinho para se hospedar em um quando for viajar.

Porém, apesar de serem redes enormes, os preços dos hotéis ainda são mais altos do que os de acomodações mais alternativas. Mas, é óbvio que existem vantagens exclusivas dos hotéis. O café da manhã é uma delas. Quem não ama um café da manhã de hotel?

Porém, atenção: principalmente nos novos hotéis, o preço dessa refeição pode não estar inclusa na diária! Então, é melhor colocar na ponta do lápis se vale a pena comer ali ou procurar por alguma outra coisa em um comércio local.

Conheça as vantagens e desvantagens de se hospedar em um hotel.

Outra qualidade ímpar dos hotéis é o serviço de quarto. Não precisa se preocupar com a cama bagunçada ou se a toalha vai secar até você chegar de um cansativo dia de passeio. Você volta e está tudo limpinho e arrumadinho como se fosse a primeira vez naquele ambiente. Mas, como todo mundo sabe, tudo tem seu preço. Então, se você não abre mão desse conforto e desses mimos, pode ter certeza que o tipo de acomodação ideal para sua viagem dos sonhos é um hotel.

Aplicativos para quem realmente quer uma hospedagem barata

Existem muitos sites e aplicativos para quem realmente quer economizar com a hospedagem. Você sabia que é possível se hospedar em troca de trabalho? Sim, existem sites que mostram vários hostels e ONGs que aceitam essa troca. Além disso, é possível trocar hospedagem por cuidados com os pets e os animais do anfitrião.

Worldpackers e Work Away

Uma olhada nestes sites é ideal para quem está fazendo um mochilão e pretende passar um bom tempo fora de casa. Toda forma de economizar é bem-vinda nessa situação. Nesses sites, você vai conseguir hospedagem em troca de trabalho. Pode ser trabalhando no hostel ou como voluntário em uma ONG. É uma ótima oportunidade de crescimento, além da economia. Ah, mas não se preocupe. Dá para trabalhar e para ser turista sem problema nenhum.

Trusted Hoouse Sitters

Para os amantes dos animais, esse é uma boa dica. É a junção perfeita para economizar cuidando do pet de alguém. Porém, lembre-se que pet não se resume a apenas a cachorros e gatos. Pode ser que alguém esteja precisando de uns cuidados para o seu cavalo, galinhas ou coelhos. Enfim, como funciona isso? O site cobra uma taxa mensal de menos de 10 euros.

Esse valor é para manter a segurança do site, com etapas que comprovam se o perfil do viajante é verdadeiro e se você realmente ama os animais. Enfim, depois se ser considerado uma pessoa confiável, você está livre para procurar um novo pet para conhecer.

Couchsurfing

Essa é mais uma opção de se hospedar de graça em troca de algo. Nesse caso, a moeda é a sua própria residência. A ideia é bem simples. Você oferece sua casa e procura por alguém que esteja oferecendo a dele. A vantagem na economia é única, já que sai realmente de graça para se hospedar. Agora, um ponto fraco é a demora na resposta pelos anfitriões. Isso pode fazer seu planejamento se atrasar. Mas se você busca uma viagem com interações, vale a pena dá uma conferida nesse site.

Durante alguma viagem teve o voo atrasado, cancelado ou passou por overbooking?. Conte seu caso que podemos te ajudar. Simples, rápido e fácil assim.

Ainda tem dúvidas sobre a possibilidade de receber uma indenização? Clique aqui para verificar o seu caso!