Depois de um ano tão intenso, preocupante e que foi preciso abrir mão de muitas coisas por um bem maior, nada melhor para acalmar a mente e o coração do que uma boa viagem, não é mesmo?

Extravio de bagagem

Porém, imagina depois de tanto tempo sem sair de casa, você finalmente faz suas reservas, arruma suas malas, e vai rumo a um lugar, para sair da rotina e, principalmente, relaxar.

Tudo pronto, check in, vôo sem problemas e quando você chega para pegar a sua mala, cadê ela? Infelizmente, isso pode acontecer. Você provavelmente conhece alguém que já teve a bagagem extraviada ou até você mesmo já passou por essa situação bem chata.

Mas, depois de tanto tempo sem viajar, você nem deve lembrar mais quais são os seus direitos quando isso acontece. Neste artigo, você vai relembrar o que é preciso fazer nessa situação e quais são as garantias ao consumidor nessas horas.

Por que ocorre o Extravio de Bagagem?

Por que ocorre o Extravio de Bagagem

O extravio de bagagem é um dos principais motivos de reclamação entre os passageiros e as companhias aéreas. E infelizmente, isso é uma situação muito chata e complicada. Principalmente quando você ainda está chegando no seu destino.

Imagina, ir passar uns dias na praia e chegar lá sem sua mala com todos os seus biquinis? E pior, não saber onde ela está e se vai chegar até você… E isso pode acontecer por alguns motivos.

1. Outro passageiro extraviou sua bagagem por engano

É possível que sua mala tenha sido confundida por outro passageiro. Além do cansaço do voo, as malas costumam ser bem parecidas, em tamanho, cor e material. Então, já sabe né…

Uma dica para evitar esse tipo de extravio é destacando a sua mala, com fitas, adesivos e outras coisas para não deixar ela igual as outras. E se você ainda está se procurando uma mala para comprar, já fique de olho em uma colorida, já será uma forma de deixar ela diferente das demais na esteira.

2. Conexões

Infelizmente, conexões são mestres em extravio de bagagens. Então, é possível que a equipe da companhia aérea tenha errado e colocado a mala em outro no destino da conexão e não no destino final.

Além disso, pode ser a que conexão seja entre companhias aéreas diferentes e no meio dessa troca, a mala pode ter sido enviada para outro destino.

3. Perda ou furto da bagagem

Além dos dois casos falados anteriormente, é possível que sua mala tenha sido perdida ou furtada. Uma dica é colocar sempre uma identificação, como o telefone de contato e até mesmo o e-mail na sua mala. Assim, caso ela tenha sido perdida, fica mais fácil da equipe que achou ela em um aeroporto entrar em contato para devolver.

Agora, em casos de furtos não tem muito muito o que fazer… Tenha o máximo possível de atenção quando for pegar sua mala na esteira. Nada de ficar mexendo no celular enquanto ela não chega, já que infelizmente alguém pode pegar ela ali mesmo, na sua frente, sem você perceber.

Como evitar o Extravio de Bagagem?

Como evitar o extravio de bagagem

Como falado anteriormente, existem algumas dicas para evitar que a mala seja confundida por outro passageiro ou para facilitar a vida quando a mala é perdida. Mas, para casos onde a mala se perder no meio de uma conexão não há muito o que fazer para evitar o problema.

Outra dica importante é chegar com antecedência ao aeroporto, fazer o check-in e despachar a mala com mais prioridade. Assim, evita que sua mala fique para trás ou vá para o caminho errado na correria.

Mas, lembre-se de identificar sua bagagem (com o telefone e e-mail, já que em situações de voo internacional, é provável que você não atenda seu telefone por alguns dias). Fixe bem a etiqueta para evitar que ela caia durante o coloca e tira do avião.

Além disso, tente torná-la a mais pessoal possível, com decoração de fitas e adesivos. Ou, já compre uma mala colorida e única. Ah, não se esqueça de colocar um cadeado, assim evita que sua mala seja aberta.

Outra dica, é levar com você uma mochila ou bolsa com uma peça de roupa, itens de higiene pessoal e principalmente, com objetos de mais valor, como notebook, equipamentos fotográficos, dinheiro em espécie, entre outras coisas.

O que fazer quando perceber que sua mala foi extraviada?

O que fazer mala extraviada

Então, depois de esperar um tempo na esteira, nada da sua bagagem. Bate aquele desespero, um nervosismo. E aí, o que fazer?

A primeira coisa a fazer é procurar o balcão da companhia aérea e realizar um Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB) e explicar qual foi o ocorrido. Além do RIB, o passageiro deve procurar a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), em até 15 dias e registrar uma ocorrência.

Como muitas vezes demoram um pouco para achar a mala e entregar de volta ao cliente, o passageiro que teve a bagagem extraviada pode exigir ajuda financeira da companhia aérea para comprar itens necessários.

Pode ser preciso pedir reembolso dos valores gastos com as compras dos itens necessários. Então, lembre de pedir todas as notas fiscais e recibos. A companhia aérea tem até 7 dias para realizar o desembolso.

Mas, lembre-se de não gastar com coisas supérfluas e nem com itens que não são semelhantes aos que você estava levando. As companhias aéreas podem não reembolsar gastos que foram além dos necessários.

Fique atento aos prazos que são dados para a devolução da mala. A mala deve ser entregue no endereço do pessegueiro em até 7 dias para voos domésticos e 21 dias para voos internacionais.

É possível pedir indenização por dano moral?

Sim, é possível entrar com um processo por danos morais no caso da bagagem extraviada.

Como falado, depois de fazer o RIB e procurar a ANAC, a mala deve ser entregue ao passageiro em no máximo 7 dias para vôo domésticos e 21 dias, em voos internacionais. E se esse prazo não for cumprido, é possível reivindicar.

São três formas de indenização: indenização por danos materiais, indenização de extravio de bagagem por dano moral e indenização por extravio de bagagem em voo internacional.

Além da indenização por danos morais, é possível também procurar o Procon. Lembre-se sempre de guardar seus bilhetes e outras provas dessa situação.

Conheça seus direitos!

É importante ter conhecimento dos seus direitos e saber a hora de cobrar por eles quando for necessário. Se passar por uma situação assim, faça o RIB e procure a ANAC. E se infelizmente for preciso, entre em contato com um advogado para solicitar uma indenização.