Viajar é, para muitos, um dos maiores prazeres da vida.

E não é para menos. Viajar é romper com a rotina, é dar uma pausa na correria do dia a dia, é a certeza de esquecer os problemas e as obrigações, é ter um tempo só pra você e com as pessoas que te acompanham.

Além disso, viajar também enriquece a alma, as memórias e o coração. Arrumar as malas, sair por aí e partir para um lugar novo te tira da zona de conforto. Te faz conhecer novas culturas, novas ideias, novas comidas, novas pessoas.

Fotografia de duas mulheres na rua rindo enquanto seguram um mapa. A da esquerda tem a pele bronzeada e cabelo castanho curto, enquanto a da direita é branca com cabelo longo e com luzes.
No Brasil os meses de baixa temporada vão de março a junho e de agosto a novembro

Não importa se é na alta ou na baixa temporada, viajar sempre será uma experiência única e fantástica. Mas, se der para unir uma viagem espetacular com economia, as coisas ficam melhores ainda, não é mesmo?! Se você gosta de aproveitar o que há de melhor, mas não abre mão de economizar o seu suado dinheiro, uma dica valiosa é apostar na baixa temporada.

A baixa temporada é bem atrativa e com diversas vantagens para quem prefere um destino menos agitado e mais calminho. Aqui no Brasil os meses de baixa temporada vão de março a junho e de agosto a novembro. Ou seja, outono e primavera é quando você consegue economizar bem por aqui.

Leia Também: O Guia Definitivo do Passageiro Aéreo em 2021

Você sabe o que é baixa temporada?

Muito provavelmente você já deve ter viajado para algum lugar tão badalado que estava abarrotado de gente. Seja uma praia, um parque ou uma montanha, sempre existe uma data no ano em que determinados locais são mais atrativos e com isso, o volume de pessoas por lá é muito maior.

Um exemplo é Porto Seguro, na Bahia, que tem um dos carnavais mais famosos do Brasil, onde diversos turistas do mundo inteiro buscam diversão e folia durante essa data. Ou seja, no feriado de carnaval, que varia de fevereiro a março, é considerada alta temporada em Porto Seguro, Bahia. O número de visitantes na cidade aumenta extraordinariamente.

Fotografia de casal assistindo o por do sol em praia. Ambos usam chapéu e estão sentados em um tronco.
Em baixa temporada a movimentação de turistas é bem menor

Diferentemente da alta temporada, a baixa temporada são períodos em que certos destinos tem pouca procura. Geralmente nessa temporada os custos para a viagem são mais em conta, pois o que predomina é a lei da oferta e procura.

Sem contar que na baixa temporada, a movimentação de turistas é bem menor, e é uma ótima opção para quem procura um pouco mais de tranquilidade de sossego na viagem.

Ou seja, a regra é simples. Quanto mais pessoas procuram um determinado destino para viajar, maiores serão os custos dessa viagem. E isso vale também, na maioria das vezes, para os destinos de baixa temporada, os valores são menores para esses locais.

Para quem procura destinos mais calmos, com menos agitação e ainda gastar menos, viajar na baixa temporada é uma ótima alternativa. As chances de você conseguir um ótimo negócio durante as baixas temporadas são altíssimas.

Quando é a baixa temporada no Brasil?

Pelo fato do Brasil ser um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, muitos acham que por aqui não existe a famosa baixa temporada, mas não é bem assim. Os meses considerados de baixa temporada no Brasil vão de março a junho e de agosto a novembro.

Ou seja, a baixa temporada acontece durante o outono e a primavera por aqui. Durante esse período, o número de turistas viajando pelo país é menor em comparação aos outros meses, por isso é considerado como baixa temporada.

Fotografia de homem com câmera fotografando cidade histórica de tiradentes. A rua é de paralelepípedo e o dia está ensolarado, com poucas pessoas ao redor.
Tiradentes, MG

Vale ressaltar que não é em todos os destinos que durante esses meses é baixa temporada, isso vale para a maioria, não para a totalidade. Existem lugares, como Curitiba, onde justamente na primavera tem maior demanda de turistas.

Mas o contrário também acontece, onde o período de baixa temporada se estende por mais meses durante o ano. Na região litorânea, por exemplo, a baixa temporada começa no início do outono e vai até o final do inverno.

Ou seja, quando o tempo esfria um pouco mais, os destinos praieiros são, obviamente, menos procurados. Já nas regiões serranas acontece o oposto, quando mais frio, melhor. Nas épocas do ano onde faz mais calor, como na primavera e no verão, as cidades nas montanhas recebem menos visitas.

Saiba Mais: Confira Agora os Meses Mais Baratos para Voar de Avião

Além da estação do ano, no Brasil, as férias escolares também podem definir a baixa e a alta temporada. Nos meses do recesso escolar, como janeiro e julho, dependendo do destino, você encontrará passagens e hospedagens mais cara do que no resto do ano, isso porque a procura por turistas com filhos pequenos aumentam em determinadas regiões, como praias, parques temáticos, parques aquáticos e outros destinos que a criançada adora.

Especificamente em locais com esse tipo de atração e durante o período de férias escolares, muito provavelmente os custos serão maiores e a quantidade de pessoas por lá também estará acima do normal.

Outro fator que pode determinar um período de baixa ou alta temporada são os feriados prolongados. Durante feriados como 7 de setembro (dia da independência do Brasil) ou 12 de outubro (dia de Nossa Senhora), é comum os preços das passagens e hospedagens sofrerem um aumento.

Deu para ficar claro que não existe 100% baixa temporada ou alta temporada. Tudo vai depender da estação do ano, do local, das férias escolares e até dos feriados. No Brasil, como um país de dimensões continentais, não se pode afirmar que existem altas e baixas temporadas.

O que se tem aqui são determinadas regiões que em determinadas épocas do ano do pode ser alta ou baixa temporada. Generalizar isso para o país inteiro é um erro. Por isso, se você está procurando um destino em baixa temporada aqui no Brasil, escolha o local que quer visitar e pesquise sobre suas particularidades a fundo.

Veja quando a procura por este local é maior, se lá é um local de praia ou montanha, se ele é muito visitado por famílias com crianças e se na data que irá, terá algum feriado ou não. Assim você conseguirá planejar sua viagem com mais sossego e claro, gastando bem menos.

Confira: Tire Todas Suas Dúvidas Sobre Bagagens em Aviões

Melhores destinos durante a baixa temporada no Brasil

Como já dito acima, a lei da oferta e da procura é quem manda em quase tudo nessa vida, e no turismo não seria diferente. O que define o preço de uma viagem é justamente a procura das pessoas por este local. Se existe um determinado período do ano em que a procura é baixa, a tendência é que nesses períodos os valores para lá sejam menores.

Com a baixa procura por esses lugares, os serviços relacionados ao turismo, como passagens aéreas, hotéis, restaurantes, bares e outras atividades tendem a oferecer bons descontos para os visitantes que escolhem viajar nos períodos menos badalados.

Se viajar já é bom, imagina viajar gastando menos… Confira agora os melhores destinos para se visitar durante as baixas temporadas no Brasil.

Bonito, Mato Grosso do Sul

Outono é a estação perfeita para visitar Bonito, no Mato Grosso do Sul. Fora da alta temporada, os passeios de ecoturismo ficam muito mais acessíveis. Vale ressaltar que o ideal é evitar ir em períodos com muita chuva, pois pode comprometer a beleza da viagem, visto que as suas grutas e cavernas aquáticas são as atrações principais deste destino.

Com um volume excessivo de chuva, pode acontecer da água ficar mais turva e aquelas piscinas de água cristalinas desaparecerem. Visitar a Gruta do Lago Azul é obrigatório para quem deseja conhecer o que há de mais belo e encantador em Bonito.

A cidade é pequena e não tem aeroporto, por isso, para chegar lá vindo de outras regiões do Brasil, é preciso desembarcar em Campo Grande, Capital do Estado, alugar um carro e partir rumo a Bonito. Uma dica interessante é, se possível, alugar um 4x4, pois assim você pode desbravar trilhas sem precisar de guias.

Fotografia de lagoa em Bonito no Mato Grosso do Sul. A água é azul e cercada de vegetação densa.
Bonito, MS

Florianópolis, Santa Catarina

Existem locais em Florianópolis que em períodos de baixa temporada, é possível aproveitar bastante suas belezas e encantos. A Ilha da Magia, como é conhecida, durante os meses de março a junho, é considerada de baixa temporada, mas mesmo assim o clima é ameno, com dias de calor que chegam a 28ºC.

As opções de restaurantes, passeios e pontos turísticos para se visitar durante esse período de baixa temporada são enormes. O melhor é que, fazendo uma busca minuciosa, você encontrará as melhores opções de hospedagem, restaurantes e passeios com um preço muito mais em conta do que em outros períodos do ano.

Fotografia de uma praia do ponto de vista de uma pedra na lateral. Há uma mulher de braços abertos na beirada da pedra
Lagoinha do Leste em Florianópolis, SC

Porto de Galinhas, Pernambuco

Não existe dúvida, esse é um dos destinos perfeitos para se visitar em qualquer época do ano. Porto de Galinhas é um verdadeiro paraíso. Com águas cristalinas, praias mais que paradisíacas, sol em qualquer época do ano e um povo simpático e hospitaleiro, este paraíso é um dos melhores destinos para se visitar durante sua baixa temporada.

Durante o verão a cidade pipoca de gente, mas se você quer ir na contramão do grande movimento e de quebra economizar um dinheiro, optar por conhecer Porto de Galinhas fora do verão é uma excelente escolha.

Como em quase todo nordeste, onde o Sol brilha o ano inteiro e o calor está sempre presente, em Porto de Galinhas o que muda é só o nome da estação, pois dia de praia dá quase todo dia mesmo.

Se você escolher viajar para lá em épocas que as chances de chover são maiores, as chances de economizar são até maiores do que a de chover. Porto de Galinhas possui alguns dos melhores resorts do Brasil e justamente nessas épocas do ano, algumas promoções aparecem.

Fotografia de mulher nadando em piscina natural em praia de Porto de Galinhas. A água é clara e no fundo há uma vela amarela.
Piscina natural em Porto de Galinhas, PB

Ouro Preto, Minas Gerais

Fugindo um pouco de praia, Ouro Preto é um destino completo para quem gosta de história e monumentos históricos. A luta pelo fim do domínio português no Brasil nasceu lá com a inconfidência mineira.

Os principais artistas barrocos escreveram e pincelaram suas histórias nesta cidade. Suas ruas são até hoje de paralelepípedos, mantendo todo seu charme e rusticidade da época até hoje.

A melhor época para conhecer Ouro Preto com mais tranquilidade e sem pagar muito caro pela hospedagem é março, abril, maio, junho, agosto, setembro, outubro ou novembro. Ou seja, se você quer sossego, fuja dos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e julho, pois é quando Ouro Preto é tomada por turistas.

Se você é amante da culinária mineira, se prepare, pois lá todos os restaurantes e lanchonetes possuem esse charme mineiro mesclado com as raízes coloniais. Além da comida, as igrejas também farão você ficar de boca aberta com toda a sua riqueza de detalhes e grandeza.

Fotografia de placa indicando diferentes localidades em Ouro Preto Minas Gerais. Ao fundo há uma igreja em estilo barroco.
Ouro Preto, MG

Vale dos Vinhedos, Rio Grande do Sul

Já foi falado de regiões com cachoeiras, praias e até destinos históricos, mas agora esse destino é especialmente para os amantes de vinho: o Vale dos Vinhedos é um destino incrível que fica a apenas 120 km de Porto Alegre e possui uma das primeiras colônias italianas do Brasil.

Essa região é considerada a principal produtora de vinhos e espumantes do Brasil. São diversas vinícolas espalhadas por três cidades, Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, formando a famosa Rota do Vinho.

Apesar de ser uma região habitualmente relacionada ao frio, a alta temporada ocorre de fato no verão. Por isso, se você quer aproveitar um bom vinho e um clima europeu, o Vale dos Vinhedos é o melhor lugar.

Para  sua viagem ser muito mais proveitosa, o ideal é alugar um carro para percorrer, sem pressa, todas as propriedades vinícolas da região. A distância é pequena entre as três cidades que formam a Rota do Vinho, por isso você consegue conhecer cada detalhe deste incrível lugar sem precisar de grandes deslocamentos.

Fotografia de vinhedo no Vale dos Vinhedos, ao fundo há uma casa grande de cor creme.
Vale dos Vinhedos, RS

Gostou das dicas? Não esqueça de acompanhar nosso blog que estamos sempre com novos conteúdos sobre turismo e muito mais!